Como malhar panturrilha no trabalho?

A falta de caminhar, malhar panturrilha no trabalho, em casa ou na academia, provoca riscos para saúde como os problemas cardiovasculares. Ela é um dos grupos musculares mais importantes do nosso corpo, mas a verdade é que nós só paramos para pensar nela, quando a sentimos dolorida e geralmente depois do exercício físico.

Estou falando da panturrilha, um grupo muscular tão fundamental para nosso corpo a ponto de ser chamado de segundo coração, e é sobre como exercitar esse grupo muscular enquanto você está no trabalho que vamos comentar hoje!

Estamos vivendo em um mundo corporativo, onde as pessoas não acham mais tempo para fazer exercícios físicos e, cada vez mais, correm contra o relógio para cumprir todas as suas tarefas diárias.

As várias mudanças trazidas pelo início do século XXI no estilo de vida e na novo organização social criam empregos que requerem pouca ou quase nenhuma atividade física durante a sua execução, trazendo como consequência disso vários riscos para saúde de quem trabalho sentado o dia todo.

Os músculos que constitui as panturrilhas são chamados de gastrocnêmio e sóleo, que tem como principal função fazer funcionar uma bomba muscular de retorno de sangue venoso, ou seja, é graças a este conjunto de músculos da panturrilha que o nosso sangue ganha maior pressão para retornar ao coração e a cada minuto consegue enviar de volta para o coração cerca de 100 ml de sangue que fica represado nas pernas e precisam de um impulso para retornar ao coração.

Esse impulso se dá ao caminhar, malhar panturrilha no trabalho, em casa ou na academia e ocorre porque a sola do pé em contato com o chão faz uma elevação desse sangue, como se fosse um esponja, chegando o sangue a panturrilha que se contrai e relaxa e assim, fazendo com que esse sangue vá acendendo até o tórax e com a pressão negativa do tórax consiga fazer o sangue acender de volta ao coração.

É por isso que os médicos orientam as pessoas que apresentam alguma deficiência de circulação do sangue a praticar atividades físicas, principalmente, aqueles exercícios que estimulam a panturrilha.

A falta de caminhar, malhar panturrilha no trabalho, em casa ou na academia, provoca riscos para saúde como os problemas cardiovasculares.

O maior prejudicado com a falta de caminhar, malhar panturrilha no trabalho, em casa ou na academia no organismo é o coração. A inatividade provocada pelo excesso de tempo sentado aumenta o nível de resistência à insulina e de gordura no sangue, o que faz com que o bombeamento do sangue aconteça de maneira ineficiente pelo corpo.

Assim, aumenta-se o risco de infarto, derrame e morte súbita.

A maior parte das pessoas trabalha em escritórios e consultórios, entre seis e oito horas, permanecendo sentada ao longo da jornada diária e como esse hábito aumenta o risco de infarto, derrame e morte súbita, além de diminui em 20% o colesterol bom, que evita a formação de placas de gordura nas artérias, abaixo seguem algumas dicas de como malhar panturrilha no trabalho.

Veja as dicas de como malhar panturrilha no trabalho neste vídeo!

Aprenda a emagrecer jogando vídeo game

[Cusack, Anne -- B581705990Z.1 VALLEY VILLAGE, CA. - NOVEMBER 22, 2011: Lisa Malambri (CQ) gets a workout as she dances to Just Dance 3 by Ubisoft in her Valley Village home on November 22, 2011. (Anne Cusack/ Los Angeles Times )] *** []

Just Dance, Dance Dance Revolution, Nickelodeon Dance são alguns dos jogos usados para emagrecer. Cansada de perder horas e horas na academia, com exercícios aeróbicos como esteira e bicicleta, buscando aquele corpo perfeito que teima em não te encontrar?! Pois hoje é seu dia de sorte!

Conheça neste artigo como emagrecer jogando vídeo game, onde te permite queimar até 530 calorias por 1 hora dançando como se você estivesse em uma boate.

Antes que você diga “Não gosto de vídeo game!”, te falo que vi uma história de uma funcionária pública que moradora de Praia Grande-SP- que chegou a pesar 127 quilos e não gostava de vídeo game, mas viu o irmão jogando e tentou. Hoje ela perdeu 50 kg brincando de vídeo game!

Emagrecer jogando vídeo game está virando uma “febre”, pois não precisa gastar com academia e para quem tem vergonha do seu corpo, é uma ótima forma de começar a se exercitar sem precisar se expor a avaliação dos outros.

Os chamados jogos de dança, são uma nova categoria de jogos que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado de jogos.

Neste tipo de jogo, a pessoa deve fazer os passos demostrados na tela do vídeo game para que o seu personagem se mova dentro do jogo e possa dar continuidade as danças e shows propostas pelo jogo.

Diferente dos videos games de 10 anos atrás, estes jogos tem a necessidade de acessórios extras, como por exemplo o Kinect para o Xbox 360, e assim permitir essa troca entre o usuário e o vídeo game.

figura-2-aprenda-a-emagrecer-jogando-video-game

Um dos pioneiros jogos desse gênero, foram os famosos tapetes de dança que eram acoplados a televisão. Estes jogos evoluirão e surgiu o game chamado de “Dance Central”, o primeiro nesse formato de jogos de dança para vídeo game que encontramos hoje a venda.

Esse jogo inaugurou um tipo de game que antes era praticamente inexistente e que abriu a possibilidade de emagrecer jogando vídeo game, ao permitir que o jogador pudesse se movimentar usando apenas seu corpo como base.

No mercado atual de vídeo games o Dance Central está ultrapassado e surgiu uma variedade de outros jogos de dança, como o Dance Dance Revolution, a série Just Dance, o Dance Masters, o Nickelodeon Dance e o mais atual é o Michael Jackson – The Experience.

Ao emagrecer jogando vídeo game você terá os mesmos benefícios que teria ao frequentar uma academia, usufruindo do desenvolvimento da qualidade dos movimentos do seu corpo, da melhora da sua noção de qualquer ritmo de dança, de boa melhora na sua coordenação motora, de melhora no equilíbrio e na sua agilidade de movimentos e se mostra excelentes para quem tem mais de 60 anos ou está com vergonha do seu corpo.

Além disso, emagrecer jogando vídeo game ainda melhora muito o seu condicionamento físico, pode queimar até 530 calorias por 1 hora de dança, e o melhor de tudo é você poder queimar gordura dançando, o que vai te proporciona uma sensação única de descontração, liberdade e nada de cansaço.

Maiores erros dos iniciantes em atividades físicas na academia

figura-1-maiores-erros-dos-iniciantes-em-atividades-fisicas-na-academiaCopiar treino do colega e malhar em jejum são alguns dos erros dos iniciantes em atividades físicas mais comuns, sabia? Quando começamos em um novo cargo, por exemplo, é comum errarmos bastante, e isso não é diferente de quando começamos a malhar.

Esses erros na malhação são comuns, só não podemos persistir neles, pois fazer exercícios físicos de forma errada traz vários problemas ao seu corpo que podem ser temporários ou permanentes. Por isso, neste artigo resolvemos te alertar sobre os maiores erros dos iniciantes em atividades físicas na academia.

Confira abaixo alguns do erros dos iniciantes em atividades físicas na academia mais comuns.

1 – Copiar o treino do amiguinho

Um dos maiores erros de quando começamos um treinamento é nos espelhar no treinamento de outras pessoas, seja de um amigo ou de alguém que tem o corpo que você deseja atingir.

Isso não é correto, pois cada um de nós tem fisiologias diferentes e o seu corpo responderá de maneira diferente, mesmo que o treinamento seja o mesmo.

Respeite o princípio da individualidade biológica, ou seja, você precisa de um treino único, com a intensidade adequada e frequência adequada para sua condição física atual e para que assim, possa atingir seu objetivo de ganho de massa ou perda de medidas.

2 – Nem sempre “Quanto mais, melhor” é válido

Se você pensa que quanto mais peso você pegar ou quanto mais tempo ficar na esteira é melhor, este pode ser seu grande erro!

Lembre-se que seu corpo precisa de estimulo, mas precisa também de descanso para ter bons resultados, já que é no momento de descanso que surgem novas fibras musculares aumenta a sua força e resistência.

figura-2-maiores-erros-dos-iniciantes-em-atividades-fisicas-na-academia

3 – Trabalhar sempre o mesmo grupo muscular

É comum ver nas academias pessoas que só querem malhar membros superiores ou só membros inferiores, isso é super errado!

Pois o treino de apenas um grupo muscular pode trazer fadiga a esse músculo e acarretar em um overtraining, ou seja, uma condição resultante de se fazer mais exercícios do que um grupo muscular é capaz de se recuperar.

4 – Não se hidratar durante o treino

Esta dica é especial para quem malha em horários muito quentes e locais ensolarados. O nosso corpo perde muita água na forma de suor e com a atividade física, esta perda de água aumenta ainda mais.

É ideal que você tome goles de água a cada 20 minutos de treinamento e quando falamos de atividades aeróbias, o ideal é levar uma garrafinha e ir se hidratando durante todo o treino.

Lembre-se que perder água não quer dizer que você perdeu peso e sim, que você está desidratado.

5 – Jejum, só se você estiver pagando promessa

A alimentação é muito importante para obter bons resultados na malhação.

O nosso corpo precisa de energia para realizar os exercícios e se você não tem essa energia disponível no momento do exercício, o seu corpo pode sofrer situações como a hipoglicemia, que pode acarretar em um desmaio durante o exercício.

 

Dicas para vencer a preguiça de malhar

figura-1-dicas-para-vencer-a-preguica-de-malharVeja dicas de como se livrar da preguiça de malhar e vencer de vez o “vício do sedentarismo”

Segundo os especialistas, a preguiça de malhar é um mau hábito que pode ser comparado a um vício como drogas, compras ou excesso de limpeza. Isso acontece por que você cria hábitos de fazer tudo de uma forma sedentária e ao tentar criar novos hábitos, precisa de um tempo de adaptação, período comparado a um ” período de abstinência” de quem usa drogas e decide deixa-las, simples assim.

São necessários cerca de 21 a 30 dias para criar um novo hábito mais saudável e a cada dia que você se exercita reforça o hábito de praticar exercícios físicos e se livra do “vício do sedentarismo”.

Veja agora excelentes dicas para vencer a preguiça de malhar:

1. Mude de companhia

Sabe aquele ditado, contido na Bíblia, “diga com quem tu andas e eu te direi quem tu és”?! Ele também é verdade na hora de vencer a preguiça de malhar, pois você deve aproxime-se de quem já prática atividades físicas para aumentar a sua motivação para se movimentar também.

2. Ouça música antes e durante a academia

Ter uma playlist animada antes e durante a academia é uma boa estratégia para aumentar a sua motivação e realizar o treinamento até o final.

3. Descanse, você não é um super-herói!

Não precisa está na academia todos os dias. Treinos bem feitos e descanso dão maiores resultados do que treinar igual a um louco, todos os dias. O repouso é uma parte importante de qualquer rotina de atividades físicas para que seu corpo consiga recuperar as energias gastas e assim, não acumule cansaço e abra as portas para a preguiça.

figura-2-dicas-para-vencer-a-preguica-de-malhar

4. Escreva metas

Assim como na administração de empresas, definir seus objetivos na hora de malhar é necessário para vencer a preguiça de malhar.

Quando você tem uma meta bem estabelecida, fica mais fácil achar motivação para chegar aonde deseja. Mas muito cuidado com as metas exageradas, pois não adianta exagerar e tentar ir além dos limites do seu próprio corpo que pode acabar em lesionando e maior preguiça de malhar.

5. Veja qual horário você está mais disposto

Se você sempre tem preguiça de malhar, repense seu horário de treino, por exemplo, se uma pessoa costuma ir a academia muito cedo, mas tem dificuldades de sair da cama é melhor treinar na hora do almoço ou a noite.

Veja qual horário você está mais disposto e isso evitará que você perca a vontade de malhar.

6. Emende atividades

Se você trabalha ou estuda, é melhor emendar essas atividades com a academia. Passar em casa depois do trabalho ou escola antes de ir para a malhação não é indicado, pois fica mais difícil vencer a preguiça.

A solução é preparar uma mochila na noite anterior e levar para o compromisso anterior a academia.

7. Não malhe só

Procure ter sempre companhia na hora de malhar, pois quando a preguiça bater para um o outro ajuda a aumentar o ânimo para o treino. Assim, um incentiva o outro a não desistir e vencer a preguiça de malhar.

Isso é ainda melhor nas atividades em grupo, que são mais motivadoras e animadas.

Malho e não vejo resultados. O que fazer?

figura-1-malho-e-nao-vejo-resultados-o-que-fazerMá alimentação e fazer só aeróbicos podem ser os motivos da falta de resultados no treino

“Malho e não vejo resultados!” quem nunca ouviu essa frase, seja de um amigo ou de você mesmo! Acredite que isso é algo bem comum de acontecer, apesar de não ser o certo.

Muitos estão malhando há meses, mas não enxergam quase nenhum dos resultados prometidos no início da jornada na academia e acabam colocando a culpa na sua genética ou no instrutor. Isso está errado! E devemos primeiramente fazer uma investigação das causas que estão resultando nesta frase “Malho e não vejo resultados!”

A causa da falta de resultados, muitas vezes, são pequenas atitudes que tomamos no dia-a-dia que aparentemente não causam mal algum, mas que estão atrapalhando silenciosamente os seus resultados na academia. Veja alguns dos principais motivos que levam a uma estagnação no seu desenvolvimento na academia.

1. Você só está fazendo exercícios aeróbico

Este é um dos erros mais comuns para quem decide malhar sem a orientação de um profissional e acaba seguindo conselhos dos amigos ou amigas. Os exercícios aeróbicos tem grande importância, em especial para quer queimar calorias, mas pode ser péssimo para quem quer aumentar no volume de massa magra.

Um plano de exercício correto para aumento de massa deve incluir atividade aeróbica, flexibilidade e especialmente o treinamento de força. Se você está apenas fazendo aeróbico, então você está fortalecendo o seu sistema cardiovascular e queimando calorias, mas não vai aumentar a capacidade de construção de mais músculo. Nesse caso, é necessário o foco no treinamento de força, levantando mais pesos e fazer agachamentos e flexões, pelo menos duas vezes por semana, para aproveitar os benefícios do treino.

figura-2-malho-e-nao-vejo-resultados-o-que-fazer

2. Você não respeita os intervalos entre os exercícios

Vários praticantes de academia não levam a sério o tempo de intervalo necessário entre as repetições dos exercícios e este é um erro quase imperdoável. Ter o intervalo é muito importante, pois assim temos um ritmo no treino, ativando mais ou menos a circulação e queima calórica. Isso vai afetar diretamente os seus resultados. Se você não confia na contagem mental dos intervalos, uma boa dica é levar um cronômetro ou mesmo baixar um aplicativo no celular que faça essa função para levar a academia.

Obs: Se estiver vendo que os intervalos são curtos demais e você não consegue cumpri-los, fale com o seu instrutor!

3. Você está malhando demais

Se mesmo com as dicas acima, o “Malho e não vejo resultados” ainda continua, o seu erro pode ser o excesso de exercícios. Sim, você pode realmente pecar pelo excesso! Se você nunca tira um dia de folga para descansar e “bate ponto” todos os dias na academia, a suspeita do seu erro ser esse é bem grande. Isso acontece por que a falta de um dias para descanso dos músculos pode danificar os seus músculos em vez de construí-los, já que o momento de construção é no descanso.

Algumas dicas de que este é o seu problema é a sensação cansaço e dor muscular persistente, dores de cabeça inexplicáveis, uma incapacidade para completar seus exercícios, insônia ou apenas uma falta geral de motivação pode ser fadiga muscular, também conhecido como overtraining.

Depois dessas dicas é muito difícil você continuar dizendo “Malho e não vejo resultados”, mas se isso continuar, procure orientação de um educador físico.

Atividades físicas e seus gastos calóricos

figura-1-atividades-fisicas-e-seus-gastos-caloricosConfira as mais diversas atividades físicas e seus gastos calóricos aqui! Qualquer atividade física consome energia do nosso corpo, seja uma maratona de São Silvestre ou 6 horas de sono profundo. O que define a relação entre estas atividades físicas e seus gastos calóricos são fatores como intensidade do exercício, peso do indivíduo e período de duração.

Confira uma lista com algumas atividades físicas e seus gastos calóricos:

Atividade: arco e flecha

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 138.6 calorias

Atividade: balé

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 239.4 calorias

Atividade: basquete

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 289.9 calorias

Atividade: jogo de bilhar

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 88.2 calorias

Atividade: boxe no ringue

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 289.8 calorias

Atividade: treino de boxe

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 466.2 calorias

Atividade: caminhada a passo normal em rua de asfalto

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 168 calorias

Atividade: caminhada a passo normal em terrenos não planos

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 172.2 calorias

Atividade: caminhada a passo normal em pista de grama

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 172.2 calorias

figura-2-atividades-fisicas-e-seus-gastos-caloricos

Atividade: canoagem não competitiva

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 92.4 calorias

Atividade: canoagem para competição

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 218.4 calorias

Atividade: capoeira

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 357 calorias

Atividade: ciclismo – com velocidade de 8 a 8,5 Km/h

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 134.4 calorias

Atividade: ciclismo – com velocidade de 12,4 a 15 Km/h

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 210 calorias

Atividade: dança aeróbica moderada

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 218.4 calorias

Atividade: dança aeróbica intensa

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 281.4 calorias

Atividade: dança de salão

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 109.2 calorias

Atividade: esqui na neve mole para mulheres

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 205.8 calorias

Atividade: esqui na neve mole para homens

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 235.2 calorias

Atividade: esqui aquático

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 327.6 calorias

Atividade: futebol

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 268.8 calorias

Atividade: futebol americano

  • Seu peso: 70 kg
  • Tempo da atividade: 30 minutos
  • Gasto energético: 277.2 calorias

Pronto! Agora que você já conhece como a relação entre atividades físicas e seus gastos calóricos acontecem e viu os gastos calóricos de atividades variadas, é só escolher a que você mais gosta e começar a vida saudável.

Observação: Para saber a relação entre atividades físicas e seus gastos calóricos para períodos maiores de 30 minutos, é só fazer regra de três.