Chás emagrecedores na visão de um nutricionista


Texto escrito por:Márcia A. Teixeira, nutricionista.

Nos dias de hoje as pessoas estão à procura de medicamentos e produtos alimentícios que faz com que eles percam aqueles quilos indesejáveis. Como todo mundo sabe os chás auxiliam a eliminar o inchaço causado pela retenção de líquido, as ervas melhoram a digestão, afastam a insônia, ajuda a perder peso, diminui a retenção de líquido, reduz a ansiedade e o estresse, serve como calmante e além disso faz parte de uma dieta saudável.

Para maioria das pessoas, uma das grandes objeções quando se fala de usar chás para emagrecer é o fato de o chá não garantir a perda de peso se não for acompanhado com outras medidas, nomeadamente uma alimentação equilibrada e algum exercício físico.
As medidas extras que são necessárias para que consiga perder peso, dependerão especialmente do seu estilo de vida.
Muitas pessoas têm dificuldades de incluir o hábito de beber chá na rotina diária, muitas vezes nem sabem quais as melhores horas do dia para beber chá e qual a quantidade necessária para ajudar a emagrecer.

Quando e quanto tomar

O melhor é começar logo de manhã com uma chávena em jejum, no café da manha, acompanhada por uma torrada pequena, bolachas integrais ou outro tipo de alimento à sua escolha. Se o chá que escolheu para ajudar a emagrecer foi o chá verde então, até ajuda a despertar, pois contém uma pequena dose de cafeína.

Quem tem muito apetite à hora das refeições deve beber meia hora antes do almoço e do jantar um copo de chá para diminuir o apetite. Se tiver muita fome, coma também meia peça de fruta. Além de saciar, contem nutrientes importantes que são rapidamente absorvidos pelo seu corpo.

A hora mais importante para consumir chá é a hora das refeições, quer seja para emagrecer ou simplesmente para cuidar da sua saúde. E nesta altura deve mesmo bebê-lo quente já que ajuda na digestão, nomeadamente na eliminação das gorduras que ingerimos.

Se for do tipo de pessoa que antes de dormir tem obrigatoriamente de comer alguma coisa, aqueça um pouco de chá, adicione uma pequena colher de mel e acompanhe com uma bolacha integral. O seu estômago vai ficar aconchegado e dormirá muito melhor.

Reparta a quantidade de chá que quer beber ao longo do dia de modo a não sobrecarregar nenhuma refeição. É importante que beba cerca de 1 ½ L de chá diariamente, mas não é benéfico se o beber todo na mesma hora.

Ingira uma xícara de cinco a dez minutos antes de cada refeição, incluindo café da manhã, ceia e lanche. Dessa forma, além do efeito terapêutico da erva, o chá dá uma sensação de saciedade, amenizando a fome, o que facilita controlar a quantidade de comida colocada no prato.

Beber chá às refeições vai ajudá-lo a melhorar os seus hábitos alimentares, pois é uma medida que realmente nos faz sentir que estamos a mudar. Por outro lado, vai melhorar o funcionamento do seu sistema digestivo.

Ao mesmo tempo estará a ingerir uma bebida natural que ainda tem propriedades que ajudam a perder peso. Beba chá quente, pois os mesmos digerem os alimentos melhor quando quentes, principalmente no que diz respeito às gorduras. Basta pensarmos como a manteiga fica minutos após ser aquecida – solidifica.

Uma das piores refeições para quem está a fazer dieta é o lanche, o motivo é simples, o lanche é a refeição a que estamos mais “expostos” a coisas que fazem mal à saúde.
Por exemplo, se vamos tomar café, são os salgados, os bolos, os folhados acompanhados por um bom café com leite. E apesar de isto não ser prejudicial uma vez por outra, repetindo todos os dias pode adicionar-lhe um bom par de quilos indesejáveis. A minha proposta é que substitua o seu café da tarde por uma boa chávena de chá.

O nosso lanche é normalmente a refeição em que consumimos mais alimentos com gorduras e açúcares. Quando opta por um bolo, já está a consumir imensas calorias pelo açúcar que tem. E o chá simples poderá mesmo ajudar a “cortar” o excesso de doce que muitas vezes até nos deixa agoniados. Existem várias vantagens em tomar chá ao lanche.

Primeiro porque é muito mais leve no estômago e até ajuda a fazer a digestão mais rapidamente. Além disso, o chá tem antioxidantes que são benéficos ao nosso organismo. Se fica na dúvida porque talvez venha a sentir a falta da cafeína a que está habituado, esteja descansado. Há vários chás que possuem cafeína na sua composição, tais como o chá verde ou o chá preto, pelo que são uma boa alternativa ao café.

Tomar chá sem açúcar nos permite que tomemos o sabor do chá e saibamos apreciar melhor o seu paladar. Tal como devemos evitar o sal nas refeições e usar mais condimentos para fazer notar o sabor dos alimentos, também o fato de evitarmos o açúcar nos vai fazer tomar mais atenção às subtilezas do nosso paladar.

E claro, chás para emagrecer podem realmente ajudar na sua dieta. Aliás, o próprio hábito de beber chá com regularidade faz lembrar-se de que deverá ter cuidado com a alimentação. Por muito que as pessoas tendam a fugir das rotinas, elas são uma boa ajuda para criar hábitos saudáveis. Uma boa rotina alimentar pode ser melhor que uma dieta restritiva.

Chás que podem auxiliar no emagrecimento

O Chá de oliveira, o qual age como uma espécie de abdominal, pois age contra as gorduras que aparecem na região da barriga. Para fazer efeito é necessária a ingestão de três a quatro xícaras por dia. Fazendo a junção do chá como uma boa alimentação a perda será 10% da circunferência do abdômen. Mas, lembre-se que não pode adoçar fazer o chá e tomá-lo fresco e variar no sabor adicionando cascas de abacaxi e até mesmo hortelã;

Chá de canela com Receitas de emergência, o qual tem a função de acelerar o metabolismo e ajuda a queimar as calorias. Além disso, ele dá energia e melhora a disposição para o dia-a-dia. Você irá usar cinco litros de água, 1 pau de canela e duas rodelas de raiz de gengibre. No inverno faça quente, mas no verão bata o chá com umas pedras de gelo;

Chá dente-de-leão, que tem ação diurética e ainda ajuda a diminuir a retenção de líquido e melhora o funcionamento ajudando a diminuir a prisão de ventre. O ideal é ingerir de três a quatro copos por dia, sendo meio copo antes das refeições principais do dia, pois ele dá a sensação de saciedade. Ferva dois copos de água e depois coloque o dente-de-leão e deixe no fogo por alguns minutos e depois é só coar e beber;

Chá de carqueja, o qual ajuda a eliminar as toxinas e é indicado para as pessoas que estão com o colesterol elevado. Ferva um litro de água e coloque duas colheres e depois coe e beba sem adoçar;

Chá de hibisco, o qual tem a função de desinchar a retenção de líquido e reduzir a gordura, pois ele combate os radicais livres e protege a pele contra o envelhecimento precoce. Beba quatro vezes ao dia entre as principais refeições. Ferva um litro de água e coloque uma colher de chá de hibisco;

Chá verde, o qual acelera o metabolismo, desintoxica, facilita a digestão e faz com que perca peso;

Chá malva, é uma planta segura, que pode ser usada a longo prazo, mas não atua no emagrecimento. Seu uso melhora a digestão e a formação de bolo fecal. Por outro lado, o sene tem efeito laxativo e seus compostos chamados de antraquinonas estimulam uma irritação na parede intestinal, que, com o uso contínuo, pode até causar câncer;

Chá vermelho, é uma variedade de chá verde que adquire determinadas características após ser fermentado. Este chá é conhecido como devorador de gorduras, acelera o metabolismo do fígado, é depurativo, ajuda na redução do colesterol, é usado em tratamentos adelgaçantes e de beleza, desintoxicante, ótimo para digestão e antidepressivo. Não deve ser consumido por pessoas com arritmia cardíaca, gestantes e com gastrite. Deve ser evitado o seu consumo à noite, devido a este ser rico em cafeína, pode causar perda de sono.

Entre outros como: Dieta do chá branco; chá de amora; Chá de Barbas de Milho; Chá de Bugre; Chá de Camomila; Chá de Cavalinha; Chá de Folhas de Oliveira; Chá de Porangaba; Chá de Romã; Chá Oolong; Chá Preto; Chá Sete Ervas.

Conheça as ervas pelos benefícios

Diuréticas: o fim da retenção hídrica. Agem nos rins e no córtex da glândula supra-renal, inibindo a produção do hormônio cortisona, que bloqueia a perda de peso.
Ervas: cavalinha (Equisetum arvense), dente-de-leão (Taraxacum officinalis), cabelo-de-milho (Zea mays), sabugueiro (Sambucus nigra), abacateiro (Persea americana), quebra-pedra (Phyllantus niruri) e salsa (Petroselium sativum).

Digestivas: intestino regulado e barriga lisinha. Contêm substâncias que atuam no fígado, onde é fabricada a bílis, que dissolve a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino.
Ervas: hibisco (Hibiscus sabdariffa), cáscara-sagrada (Rhamnus purshiana), zedoária (Curcuma zedoaria), psilium (Plantago psyllium) e fucus (Fucus vesiculosus).

Calmantes: controla a ansiedade. Agem no sistema nervoso central, acalmando e baixando a ansiedade, que costuma desencadear a compulsão à comida.
Ervas: alecrim (Rosmarinus officinalis), hortelã (Mentha piperita), capim-limão (Cymbopogon citratus), camomila (Matricaria chamomile), melissa (Melissa officinalis), jasmim (Jasminum officinalis), mulungu (Erythrina mulungu) e aniz (Pimpinella anisum).

Desintoxicantes: operação limpeza do organismo. O principal papel dessas ervas é captar as toxinas do organismo, eliminando-as por meio da urina, das fezes e do suor e, com isso, colocando um fim no desequilíbrio que ocasiona o aumento de peso.
Ervas: alfafa (Medicago sativa), salsaparrilha (Smilax sp), zedoaria (Curcuma zedoaria), chá-verde (Camelia sinensis), espinheira-santa (Maytenus ilicifolia), bardana (Arctium lappa).

Anti gordura: tem a ação dissolver as gorduras. Têm princípios ativos que agem nos rins, no fígado e, principalmente, no intestino.
Ervas: alfafa (Medicago sativa), cavalinha (Equisetum arvense), cana-do-brejo (Costus spicatus), graviola (Anona muricata), cabelo-de-milho (Zea mays), carqueja (Baccharis trimera), capim-limão (Cymbopogon citratus).

Como preparar meu chá

Preparar o chá é simples: ferva a água, junte a erva desidratada e deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos. Coe e beba quente, morno ou gelado, com ou sem adoçante. Para garantir o efeito medicinal e o sabor, use 1 colher de sopa de erva para 1 litro de água. No caso do mix, a recomendação é 1 colher de sopa de cada erva para a mesma quantidade de água. Triplique a medida se a erva for fresca.

Texto escrito por:
Márcia A. Teixeira, nutricionista, especialista em Unidade de Alimentação e Nutrição pelo Centro Universitário do Triângulo.

Bookmark the permalink.

4 Comments

  1. Ola suzi, adoro seu site. Gostaria de saber pq não consigo comentar
    Em algubs posts, como no caso da dieta 10 em 10 dias. Comecei hj e queria
    Compartilhar as experiencias, mas fica aparecendo “os comentarios para esse post estao fechados” . Por que e o que quer dizer?
    Obrigada! Bjos

  2. Olá gostaria de saber quais lanches que devo comer antes e depois de malhar?Meu horario é de15hs as 16.30hs 3x na semana e gostaria que vc passasse um cardapio completo para a semana se vc puder me ajudar desde já agradeço.Beijos


  3. :grin:OI! Juli !!
    Desculpe tanta demora em responder, estamos com problemas na parte de cometários, mas estamos tentando resolver e em breve estarão reabertos.
    Força amiga, grande abraço
    Suzi

    :lol: Olá! Tati !!
    Desculpe tanta demora em responder,estamos com problemas na parte de cometários, mas estamos tentando resolver e em breve estarão reabertos.
    Você pode usar as dicas do Lanches para antes e depois de malhar. Quanto aos cardápios, você mesma pode aprender a montá-los, tendo como base bons cardápios como os da Dieta da cesta básica, o da Dieta dissociada, da Dieta para ganhar músculos, pois são ótimos exemplos a se seguir, pois podem te ajudar a ter uma alimentação mais completa e de baixas calorias.

    Até
    Suzi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>