A Gastrite é uma doença que ataca cada vez mais as pessoas na atual sociedade moderna, que tem seu surgimento baseado em uma alimentação pobre, onde o grande vilão é a falta de tempo e a as ofertas dos chamados fast-food são mais tentadoras. Mas é possível evitar esse mal, basta escolher bem a própria alimentação.

Nosso estômago é revestido com uma mucosa rosada, muito parecida com a que é encontrada em nossa boa. Quando este revestimento está inflamado, surgem as dores estomacais que chamamos de gastrite, que pode ser adquirida de várias formas, sendo a mais comum por infecção bacteriana (Helicobacter pylori), por uma alimentação inadequada, pelo uso de aspirinas e anti-inflamatórios não-esteroides e pelo consumo de álcool.

Vale lembrar que a gastrite pode estar ligada a outros males, como por exemplo, o refluxo estomacal. Portanto sempre consulte o seu médico antes de fazer uma mudança radical na sua alimentação.

Sintomas

* Sensação de empachamento, ou seja, qualquer coisa que caia no estômago faz perder o apetite e se sentir cheio.
* Náuseas e vômitos, geralmente acompanhando o desconforto.
* Dores ou desconforto na região superior do abdome.
* Se a gastrite levar à formação de úlceras gástricas hemorrágicas, pode haver eliminação de sangue digerido, nas fezes (que ficam escuras) ou nos vômitos.

Alimentos proibidos para quem tem gastrite

– Alimentos gordurosos e frituras em geral;
– Frutas ácidas em exagero (abacaxi, morango, damasco, pêssego, laranja, limão, Kiwi, cereja);
– Temperos ( massa de tomate, molhos industrializados, vinagre, molho inglês, pimenta, katchup, mostarda, molho tártaro, caldos concentrados), picles;
– Doces concentrados (marmelada, cocada, pé-de-moleque, goiabada, geleia, compotas);
– Frutas secas e cristalizadas;
– Frutas oleaginosas (coco, castanha de caju e do pará, nozes, amendoim, avelã, coco, pistache, amêndoa, pistache)
– Feijão e outras leguminosas;
– Tomate, couve-flor, brócolis, pimentão, pepino, repolho, rabanete e nabo;
– Café, chá preto, mate e chocolate;
– Mortadela, salsicha, presunto, linguiça, carne de porco, patês, bacon, carnes gordas, alimentos enlatados e em conserva;
– Bebidas gasosas e alcoólicas.


Alimentos permitidos

– Queijo fresco, ricota, leite;
– Erva cidreira, erva-doce, chá de camomila, erva-cidreira, espinheira santa, melissa;
– Sopas magras
– Carnes magras desfiadas, moídas, picadas, cozidas, ensopadas, cozidas, grelhadas, assadas;
– Ovos cozidos, poches, quentes
– Verduras e legumes bem cozidos
– Frutas (exceto as mencionadas acima)
– Pães brancos, bolachas maria, maizena e água e sal
– Arroz, macarrão simples
– Batata, mandioca, mandioquinha cozidos

Dicas importantes

Para evitar que o ácido gástrico danifique as paredes do estômago, é recomendado comer pequenas quantidades, várias vezes ao dia (o que também é bom para quem quer perder peso).

Comer com calma, mastigando bem os alimentos, o que facilita a digestão e o esvaziamento gástrico.

Evitar os famosos “fast-foods”.

Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

O consumo de café e outras bebidas que cafeinadas podem ser ingeridas, desde que o paciente paciente tolere bem este tipo de bebidas.