Metabolismo lento, intestino preguiçoso são problemas mais comuns do que se imagina. O que muitas pessoas não sabem é o segredo que a nutricionista americana Wendy Chant desvenda em seu livro Crack the Fat Loss Code. No Brasil, esse livro é vendido com o nome “Quebre o Segredo da Perda de Gordura“, e traz um conceito inovador para acelerar o metabolismo e perder as gordurinhas indesejadas.

Segundo Chant, seu método é totalmente eficaz na perda de peso e tem duração de 8 semanas. Ela promete que pode-se perder 4 kg já na primeira semana e sem o perigo do efeito platô, tão comum em outras dietas restritivas.
A dieta do Metabolismo lento possui 4 ciclos que têm como objetivo “enganar nosso organismo”, alternando dias de carb-up, dias de carb down e dias que ela chama de linhas de base.

4 ciclos da dieta:

Semana 1- Redução de Carboidratos – Ciclo 1

Tem como objetivo fazer o corpo deixar a dependência da glicose. Para isso, é preciso reduzir a quantidade diária de carboidratos para menos de 20 gramas. Com isso o estoque de glicose diminui, após 72 horas e o corpo acaba queimando gordura, já que não possui mais estoque de glicogênio.

Semana 2 a 4 – Macro-Padronização – Ciclo 2

Tem como objetivo acelerar seu metabolismo, alternando dias com redução mínima de carboidratos (carb-down), dias em que os carboidratos estão liberados (carb-up), e dias em que se deve equilibrar as porções de proteínas e carboidratos (linha de base).

Semana 5 e 6 – Ciclo da Perda Acelerada de Gordura – Ciclo 3

Tem como objetivo acelerar a perda de gordura, acelerando assim o emagrecimento. Esse ciclo também é chamado de Padronização Macro Ciclo.

Semana 7 e 8 – Ciclo de Manutenção – Ciclo 4

Ao chegar nesse ciclo, provavelmente você terá perdido os quilos desejados, sem ter sofrido o efeito platô e sem grandes restrições. Agora é só manter o peso desejado.

Benefícios da Dieta do metabolismo lento:

Essa dieta ajuda a estabilizar os níveis de glicose, fazendo que o corpo queime gordura sem que prejudique a massa magra. Ou seja, nosso corpo aprende a fazer uso das reservas de energia corretamente pois cria um déficit de energia, que faz nosso corpo queimar mais calorias.

Além disso, perde-se peso sem risco do efeito platô, pois não há monotonia no cardápio, não se restringe um tipo de alimento e nem há redução mínima de calorias como em outras dietas. Por trás dessa dieta, existe dados científicos comprovados de como nosso corpo digere, armazena e como usa suas reservas energéticas.
A dieta vai simplesmente ajudar o corpo a se livrar das reservas certas ou seja, ao invés de queimar nossa massa magra, ele fará queimar nossos depósitos de gordura. Essa técnica leva o nome de Macro-padronização (macro-patterning), um plano que ajuda a organizarmos nosso cardápio com os nutrientes essenciais como gordura, proteínas e carboidratos, de forma que ajude o corpo a queimar gordura

Dicas para potencializar a perda de peso

Um bom café da manhã

Isso é essencial para fazer nosso aparelho digestivo “acordar”. A saliva em conjunto com as enzimas digestivas irão acelerar nossa taxa metabólica, depois de tantas horas “adormecida”.

Comer várias vezes ao dia

Isso não é segredo para ninguém, comer pouco mas em intervalos menores, resultando em 5 a 6 refeições por dia, ajuda a acelerar o metabolismo pois nosso corpo gasta energia cada vez que começa um novo processo de digestão. Mas é preciso saber escolher os alimentos certos para esses lanches rápidos. Dê preferência a alimentos de baixas calorias e com pouco carboidrato.

Atividade física

Fazer atividade física regularmente ajuda a aumentar nosso metabolismo, propiciando a perda de peso, sem que haja perda de massa muscular. Se você possui um metabolismo lento é essencial praticar exercícios junto com um plano alimentar. Essa dupla imbátivel fará você ver resultados rápidos e efetivos na queima de gordura.

Não deixe de dar uma olhada nos Cardápios para a Dieta do metabolismo lento