CAPA-Consumir grãos germinados realmente traz benefícios  á saúdeSegundo o movimento “raw food”, de vegetariamos que só se alimentam comida crua, consumir grãos germinados traz vários benefícios a saúde do organismo e ainda traz benefícios emocionais. A cada dia surgem novos estudos na área de nutrição e com isso alguns novos hábitos surgem.

Uma das mais recentes descobertas foi relativa ao consumo de sementes germinadas na alimentação e os benefícios que essa ingestão traria para o organismo como o aumento da imunidade, maior concentração de nutrientes do que os grãos não germinados, aumento da quantidade de fibras solúveis e insolúveis presentes no grão, disponibilidade de nutrientes de forma mais fácil aumentando a facilidade na absorção de vitaminas do complexo B, A e C, enzimas, proteínas, ferro, minerais, aminoácidos, entre outros benefícios.

Mas será verdade esses benefícios e porque os grãos germinados teriam esse “poder a mais” se comparado aos grãos normais? Segundo muitos estudos realizados na área de nutrição e gastronomia a resposta é sim, e mostram que o consumo de grãos germinados realmente traria mais benefícios do que o consumo dos grãos não germinados!

MIOLO-Consumir grãos germinados realmente traz  benefícios á saúde

Esse consumo de grãos germinados faz parte de um filosofia chamada de alimentação viva ou “raw food”. Nesse tipo de alimentação dispense-se o uso do fogão e do micro-ondas para provar os sabores e os benefícios que o consumo de alimentos “ao natural” trazem para o nosso organismo.


Essa filosofia é reconhecida internacionalmente e se baseia no consumo de raízes, legumes, verduras, frutas, oleaginosas (como as castanhas, amendoins e amêndoas) e os grãos germinados ou crus.

Preferencialmente é consumido o alimento cru, mas pode-se aquece-los em até 42ºC, pois a filosofia se baseia em estudos que comprovam a diminuição de vitaminas, proteínas, enzimas e outros componentes essenciais ao nosso organismo e que teriam a assimilação e a digestão dos nutrientes prejudicadas, após o aquecimento ou cozimento em temperaturas acima desta.

Segundo esses estudos, o corpo gastaria mais energia para digerir grãos e alimentos cozidos, pois o organismo terá que usar as próprias enzimas para digerir a comida, ao contrário dos alimentos crus onde a digestão é mais rápida e gasta menos energia, sobrando mais disposição, física e mental.

O hábito de comer grãos germinados faz parte da alimentação vegetariana crua e surgiu na década de 1990 nos EUA, chegando na última década no Brasil.

Esse tipo de alimentação traz benefícios como a redução do nível de colesterol ruim, perda de peso permanente, a regulação do aparelho digestivo, a limpeza e melhoramento da aparência da pele e dos olhos, além de benefícios emocionais como a melhora do humor, sentimento de mais energia disponível e aumento da criatividade.

Quer saber mais sobre sobre grãos germinados e sobre a alimentação “raw food”?! Veja o vídeo abaixo: