CAPA-Saiba tudo sobre o corticoide

O corticoide é um hormônio sintético derivado do hormônio natural cortisol e atua como a melhor opção em caso de tratamentos de processos inflamatórios graves, como as fraturas e as tendinites, e também pode atuar no tratamento de alergias.

Mas o uso de inadequado do corticoide pode causar problemas no metabolismo e incentivar o ganho de peso. No artigo de hoje, vamos esclarecer algumas dúvidas do que é, como ele haje e quais os benefícios e malefícios do corticoide.

O nosso corpo produz corticoides!

Na verdade, o nosso corpo produz o hormônio cortisol, e é dele que o medicamento corticoide é derivado e sintetizado em laboratório.

O cortisol é um hormônio produzido pela glândula suprarrenal, que tem como objetivo de controlar algumas funções vitais do nosso organismo, como a quantidade de água dentro do organismo e a circulação e produção de outros hormônios essenciais para a manutenção do corpo. Esse hormônio foi fundamental para a evolução da raça humana.


Existe no mercado farmacêutico uma grande quantidade de corticoides sintéticos, sendo os principais, a cortisona, a hidrocortisona, a prednisona, a prednisolona, a betametasona e a dexametasona.

O uso de corticoides sintéticos traz mais potencia do que o uso do cortisol naturalmente produzido pelo nosso corpo, podendo ser, no caso da betametasona, até 30 vezes mais eficiente que nosso hormônio natural.

Para que é indicado o corticoide sintético?

Os corticoides sintéticos são um dos medicamentos mais importantes para a medicina atual.

Isso se deve à sua grande capacidade anti-inflamatória, podendo atuar no tratamento de processos inflamatórios graves (como algumas lesões, fraturas e tendinites), no tratamento de alergias, de inflamações crônicas e no tratamento para suprimir o sistema imunológico.

Além de ser usado em pessoas que estão com deficiência na produção de cortisol, usando o corticoide para restaurar os níveis normais do hormônio e também ser usado no combate de doenças autoimunes.

MIOLO-Saiba tudo sobre o corticoide

Alguns exemplos de doenças tratadas com o corticoide sintético

A asma, o lúpus, o enfisema, a bronquite crônica, as alergias, a artrite reumatoide, a psoríase, a gota, a eczema e a esclerose múltipla são exemplos de doenças tratadas com corticoide sintético.

Mas nem tudo é um “mar de rosas” no uso do corticoide sintético.

Embora seja muito usado para tratar condições médicas graves, o uso de prolongado do medicamento corticoide está associado a alguns efeitos colaterais, como o aparecimento de acne, de calvície, maior incidência de insônia, além de aumento de peso corporal.


Corticoide Engorda?

Sim! O uso do corticoide por longos períodos faz com que você ganhe peso.

Isso acontece por alguns fatores, principalmente, pelo acúmulo de gordura que esse medicamento proporciona, pois quando se usa corticoide em grandes quantidades e por longos períodos, o nosso corpo passa a reagir como se estivesse em situação de perigo e passa a aumentar o nosso estoque de gordura e a sua distribuição pelo corpo.

Outro fator é a maior retenção de líquidos que o corticoide provoca no corpo, isso porque ele está envolvido no mecanismo de regulação de água e de sódio e ao fazer uso excessivo de corticoides ajuda a causar a retenção de líquidos.