CAPA-Descubra formas fáceis de como tratar  conjuntivite

Hoje vamos falar de uma das mais comuns inflamações que atingem a região dos olhos, a conjuntivite. Essa é uma inflamação na membrana fina e sem cor, que tem o papel de revestir e proteger a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras.

Ela poderia ser facilmente prevenida tomando preocupações simples como não usar maquiagem de outras pessoas, usar óculos de mergulho para nadar, não usar medicamentos na região do rosto sem prescrição, usar óculos de proteção ao trabalhar com produtos químicos, evitar nadar em piscinas sem tratamento ou em lagos.

O que é conjuntivite?

A conjuntivite é uma inflamação na membrana fina e sem cor, chamada de conjuntiva, que tem o papel de revestir e proteger a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras.

Nos quadros de conjuntivite os olhos ficam vermelhos e lacrimejantes, ficam com as pálpebras inchadas, se tem a sensação de areia ou de ciscos nos olhos, há saída de uma secreção purulenta ou secreção esbranquiçada (dependendo se é viral ou bacteriana).


Há coceira nos olhos, fotofobia – dor ao olhar para a luz-, dificuldade para enxergar com nitidez e normalmente as pálpebras estão grudadas quando a pessoa acorda.

De forma geral, a conjuntivite surge nos dois olhos e pode durar por um período de 7 a 15 dias para está livre da doença.

Então vamos as dicas de como tratar a conjuntivite.

MIOLO-Descubra formas fáceis de como tratar  conjuntivite

DICA 1 – Uso de colírios

O uso de colírios só é indicado quando há uma contaminação por bactéria, quando a conjuntivite é viral não existem medicamentos específicos.

No caso do tratamento da conjuntivite bacteriana, é indicado o uso de colírios antibióticos (sempre com prescrição médica), já que o uso de certos colírios podem provocar efeito contrário e causar sérias complicações e agravamento do quadro.

DICA 2 – Lavar bastante os olhos

Para controlar o contágio e a evitar a evolução do quadro de conjuntivite é essencial que se lave os olhos com frequência.

Pois assim, a população de bactérias ou vírus que estão causando aquela inflamação não terá um ambiente propicio para continuar o seu desenvolvimento e culminando no extermínio da conjuntivite.

DICA 3 – Fazer compressas com água gelada

Outra forma de controlar o contágio e a evitar a evolução do quadro de conjuntivite é fazer compressas com água gelada nos olhos.


Ao fazer esse procedimento você estará diminuindo a temperatura do local inflamado e assim dificultando a proliferação do agente causador da conjuntivite – seja ela bacteriana ou viral.

Além disso, ao fazer compressas com água gelada você diminui a sensação de ardência que a conjuntivite provoca no olho.

Deve-se fazer compressas de cinco a dez minutos, no mínimo três vezes ao dia. Lembrando que a água usada deve sempre ser filtrada e fervida antes de ser aplicada no local, para evitar contagio por novas bactérias presente na água não fervida.

DICA 4 – Lavar com soro fisiológico

O soro fisiológico comprado em farmácias ou distribuído nos postos de saúde é mais uma forma de controlar o contágio e a evitar a evolução do quadro de conjuntivite.

Deve-se obedecer a mesma ordem de aplicação da dica anterior e fazer compressas de cinco a dez minutos, no mínimo três vezes ao dia.