A dieta tem duração de 8 semanas e foi criada pelo médico Mark Hyman. Ele incentiva uma alimentação rica em alimentos que ativam os genes que ajudam a queimar gordura e a promover uma boa saúde. Alimentos como os processados e industrializados devem ser evitados ao máximo.
O motivo para se retirar esses alimentos da dieta é fazer com que o corpo se desintoxique totalmente e possa ficar em sintonia com o nosso DNA e fazer com que o nosso metabolismo se regularize, propiciando o emagrecimento e prevenindo muitas doenças.

Conheça os 7 objetivos da dieta

1. CONTROLAR O APETITE
É essencial comer pequenas refeições a cada quatro horas. Consuma alimentos com baixo índice glicêmico, como vegetais, legumes e grãos integrais. Também inclua ervas, como ginseng, chá verde e temperos antioxidantes no preparo da comida diariamente para impulsionar o metabolismo.

2. ACABAR COM OS RADICAIS LIVRES
Como é rica em alimentos antioxidantes, essa dieta ajuda no combate aos radicais livres que levam a inúmeras doenças e que fazem nosso metabolismo estacionar. Além disso, a dieta ajudará a se livrar daquele cansaço, falta de disposição, ansiedade e baixa resistência imunológica. Invista em vegetais coloridos e muito chá verde para varrer para fora do corpo, todos os radicais livres.

3. COMBATER INFLAMAÇÕES CRÔNICAS
Por atrapalhar o metabolismo, invista em alimentos anti-inflamatórios como os ricos em ômega-3, como salmão e sardinha, além de chá verde, gengibre, curry e chocolate amargo.

4. PROBLEMAS DE TIREOIDE
“Eles podem causar um metabolismo mais lento e uma retenção de líquido”, concorda a endocrinologista Sandra Villares, da Universidade de São Paulo.

5. EVITAR O ESTRESSE
Quando estamos estressados, o corpo libera um hormônio chamado cortisol. Esse hormônio estimula o estoque de gordura. Procure relaxar, fazendo atividades que goste e que lhe faça bem.

6. PRATICAR MAIS EXERCÍCIOS
Meia hora de atividade aeróbica, como o HIIT, cinco vezes por semana, aumenta a eficácia das mitocôndrias, estruturas celulares encarregadas de transformar as calorias dos alimentos em energia”, ensina Hyman.

7. DESINTOXICAR O FÍGADO
Segundo Hyman, o órgão precisa de uma faxina regularmente para dar um impulso no metabolismo. Existem alguns alimentos antioxidantes que ajudam como brócolis, couve flor, alho e chá verde e devem estar constantemente em sua rotina alimentar.
Em seu livro “Ultra-Metabolismo, Plano Simples de Perda de Peso Automática”, o autor descreve o DNA como se fosse um tipo de software do nosso corpo, que envia informações aos nossos genes, que por sua vez, podem modificar todo o nosso metabolismo.

Por que essa dieta funciona?

A alimentação é simplesmente um canal entre o corpo e a mente e tem a capacidade incrível de dar um reset no software (organismo) e fazê-lo reiniciar do zero, deixando totalmente desintoxicado e assim dar um up no metabolismo, fazendo com que ele fique a mil.
Com o metabolismo a mil, poderemos ter uma resposta melhor em relação a perda de peso, pois a fome e o desejo por doces e massas terão sido reduzidos.
Além disso, deixará o seu corpo mais tolerante e forte para combater infecções, inflamações e doenças. A ideia é dar as ferramentas certas para o nosso corpo trabalhar direito ao invés de ir contra ele, fornecendo alimento vazios e prejudiciais.

Carboidratos do bem

Ao contrário do que muitas dietas pregam em relação aos carboidratos, onde muitas recomendam eliminá-lo da alimentação, a dieta do Ultra-metabolismo acredita que esse grupo alimentar é importante para nós.
Os carboidratos do bem, incluindo frutas, legumes, feijões, nozes, sementes e grãos integrais são uma fonte vital de minerais, vitaminas e fitonutrientes que precisamos para ter energia e permanecer saudável.
Uma dieta rica em fitonutrientes (encontrada em frutas e vegetais) é necessário para o controle do peso.
Por outro lado, hidratos de carbono refinados, especialmente aqueles carregados com açúcar, devem ser evitados, pois segundo o Dr. Hyman, esse tipo de alimento é a ligação entre a inflamação / metabolismo/peso, e o resultado é um efeito negativo em relação ao metabolismo.
No livro Ultra-metabolismo, você encontrará dicas valiosas de como aumentar o seu metabolismo, aumentar a massa muscular com o treinamento aeróbico, além de inúmeras receitas para incrementar a dieta. Também pequenos questionários para avaliar suas necessidades, listas de alimentos permitidos e proibidos e a explicação detalhada das duas fases da dieta:

Fase I – desintoxicar seu sistema

Alimentos permitidos na dieta
Frutas frescas, grãos integrais, gorduras saudáveis ​​e magras, leguminosas, verduras, peixes, carnes e aves.
Durante a primeira fase é obrigatório eliminar qualquer alimento que contenha açúcar, gorduras hidrogenadas, adoçantes artificiais, farinha refinados, produtos processados e industrializados, álcool e cafeína.
É essencial dar ênfase apenas para alimentos frescos e saudáveis (não processados). Não há restrições ou recomendações em relação à quantidade de calorias das porções, mas o autor ressalta que devemos comer pelo menos de quatro em quatro horas, ou seja, 3 refeições principais e 2 lanches, para manter estáveis os níveis de açúcar no sangue.

SUGESTÃO DE CARDÁPIO FASE 1

Café da manhã
½ mamão com amaranto
1 fatia de pão de grãos ou integral

Almoço
Frango com legumes grelhados ou cozidos
Feijão branco ou lentilha

Lanche
Uma fruta ou um punhado de sementes (nozes, castanhas, amêndoas)
1 xícara de chá verde

Jantar
Sopa ou grãos (quinoa)
Um salmão grelhado com legumes no vapor

Ceia
Uma fatia de abacate ou 1 xícara de chá verde

Fase II – reequilibrar o seu metabolismo

Alimentos permitidos na dieta
Dura 4 semanas ou até quando atingir o seu peso ideal. Os alimentos processados ​​devem ser evitados tanto na FASE 1 como na FASE 2, porém o álcool e o café podem ser consumidos na FASE 2, embora em quantidades limitadas, ou seja, apenas meia xícara de café por dia e 3 doses de álcool por semana (vinho). Chás como chá verde podem ser consumidos à vontade.

Depois da quarta semana, ou quando atingir o peso esperado, você poderá reintroduzir aos poucos, os alimentos proibidos da Fase 1 e 2, porém monitorando sempre sua alimentação e observando seus efeitos sobre sua saúde.

Após 8 semanas de dieta, pode-se perder 10 quilos ou mais, basta ter determinação e evitar realmente os alimentos prejudiciais na FASE 1 e 2.

Essa dieta saudável, já que enfatiza apenas bons alimentos e recomenda evitar alimentos alergênicos ou nocivos para a saúde, metabolismo, sistema imunológico ou que possam desencadear algum tipo de inflamação.