Florais de Bach
“Nossa saúde física depende do nosso modo de pensar, dos nossos sentimentos e emoções. A doença é o resultado do conflito entre a alma e a mente, e ela jamais será erradicada exceto por meio de esforços mentais e espirituais.”
Dr. Edward Bach

Criada nos aos 30 pelo bacteriologista e homeopata Dr. Edward Bach, a terapia floral tem como objetivo tratar o lado emocional do doente e não a doença, tratando dos agravantes emocionais e não os sintomas em si, visando a sua harmonia mental e saúde física, por métodos simples e naturais, integrando os diversos aspectos que compõem o ser humano. Sendo os Florais de Bach os mais conhecidos por terem sido descobertos pelo próprio criador da terapia.

A Terapia floral ainda é considerado um assunto “novo” entre muitas pessoas. No Brasil a aceitação da medicina alternativa é muito maior do que em outros países, afinal somos um país com uma mistura de raças e crenças diversas. Claro que isso não quer dizer que devamos deixar a medicina tradicional desacreditada, mas sim conciliar os os tratamento, afinal somos todos corpo, alma e sentimentos.

Conheça os 38 florais descobertos por Bach

AGRIMONY (AGRIMONIA) -rosácea: ansiedade, infelicidade, tortura interna, violência.


ASPEN: medo, mau pressentimento, dor no peito, feitiçaria.

BEECH (FAIA): arrogância, intolerância, antipatia, onipotência.

CENTAURY: submissão, fraqueza, personalidade frágil.

CERATO: insegurança, falta de autoconfiança.

CHERRY PLUM (CEREJA): descontrole, tentativa de suicídio, movimentos incontroláveis, enurese noturna.

CHESTNUT BUD (CASTANHA): erros recorrentes, falta de memória, ignora o passado, não aprende com a experiência.

CHICORIA: pessoa dominadora, egoísmo, carente, quer mudar pessoas, mal amado, medo de ficar só, asma.

CLEMATIS (CLEMATITE): sonhador, mãos frias, fantasias, ilusões, ausência.Dificuldade de concretizar objetivos.


CRAB APPLE (MAÇÃ): resfriados, febre, obsessão por limpeza,

ELM (OLMO): fraqueza ocasional, inabilidade, falhas. “brancos”. Sobrecarga de obrigações.

GENTIAN (GENCIANA): personalidade negativa, dúvida, depressão ocasional, sensação de vítima.

GORSE (TOJO): falta de esperança, doença crônica, “caso perdido”.

HEATHER (URZE): falta de atenção, carência afetiva, narcisista, centrado em si mesmo.

HOLLY (AZEVINHA): raiva, ódio, inveja, coração de pedra, falta de senso de humor, mau humor.

HONEY SUCKLE: vive no passado, abandonado, órfão, saudoso, solitário, só lembra dos bons tempos.

HORNBEAM: exaustão mental, estafa, fadiga.

IMPATIENT: impaciente, solitário, medidas precipitadas.

LARCH: insegurança, esperando sempre falhar, sempre doente, inferiorizado.

MIMULUS: envergonhado, medo de solidão, detesta multidões, frieza, timidez.

MUSTARDA: depressão endógena, depressão sem causa, tristeza, TPM, tudo cinza.

OAK (CARVALHO): cansado, mas incansável, sem lazer, perseverante, “work aholics”.

OLIVA: fadiga, cansaço extremo, queda de cabelos.

PINHO: complexo de culpa, insatisfação, acha que está sempre errado, problemas religiosos, tudo se deve ao destino.

RED CHESTNUT (CASTANHA VERMELHA): aborrece-se facilmente, preocupação excessiva, sempre imagina coisas ruins.

ROCK ROSE: pânico, terror, sensação de morte.

ROCK WATER: auto-exigente, perfeccionista, moralista, idealista, sensação de ser sempre reconhecido, rigidez, combate o prazer e a felicidade, fanatismo, vegetariano, etc.

SCLERANTUS: instabilidade, incerteza, ciclotimia, mudanças de comportamento.

STAR DE BETHLEHEM: traumas, choques, queimaduras, acidentes, frustrações. Depressão. Cicatrização.

SWEET CHESTNUT: angustia, tristeza, sentimentos de isolamento, medo de colapso.

VERVAIN: euforia excessiva, entusiasmo, luta pelos ideais, nunca desiste, não sabe relaxar.

VINE: dominador, líder, ambição, egocêntrico, vaidoso, sádico, dono da verdade, cruel com terceiros.

WALNUT: estados de transição: puberdade, viagens, doenças, crises, gravidez.

WATER VIOLET: solitário, reservado, arrogante, polido, problemas de relacionamento, fechado, não demonstra sentimentos.

WHITE CHESTNUT: obsessivo, pensamentos repetitivos, insônia, falta de concentração. Dificuldade em aprender com erros do passado.

WILD OAT: incerteza de qual caminho seguir, sempre mudando de objetivos, sempre procurando objetivos, cansaço.

WILD ROSE: apatia, resignação, impotência, desânimo.

WILLOW: Ressentimento, mágoa, amargura, ressentimento, autopiedade.

RESCUE REMEDY: É um combinado de flores, para ser utilizado em situações de urgência: acidentes, más notícias, choques, traumas, crises, tensão, enjôos, etc.

Os 7 principais tratamentos classificados por Bach

Tratamento do medo: Rock rose, Mimulus, Cherry plum, Red chestnut, Aspen.

Tratamento do desespero: Larch, crab apple, pine, Elm, Sweet chestnut, Star of bethlehem, Willow, Oak.

Preocupação excessiva: Agrimony, Centaury, Walnut, Holly

Tratamento da incerteza, dúvida: Cerato, Sclerantus, Gentian, Gorse, Horn beam, Wild oat

Desinteresse: Clematis, Honey suckle, Wild rose, Olive, White chestnut, Mustard, Chestnut bud.

Tratamento da solidão: Water violet, Impatients, Heather

Tratamento de quem sofre pelos outros (influenciável): Chicory, Vervain, Vine, Beech, Rock water.

Importante:

Se aconselhar com um terapeuta é sempre a melhor alternativa. Apesar de ser um tratamento sem contra indicações, as vezes nós mesmo não somos capazes de descobrir do que realmente precisamos, temos nosso “ego” que as vezes não nos deixa reconhecer quem somos de verdade. E é neste momento que a ajuda do terapeuta é importante.
Você pode encontrar um terapeuta perto de você no www.florais.com.br ou www.planetafloral.com.br. Mas existem vários outros bons profissionais em todo país que não estão nesses cadastros.

Fonte de nossas informações:boasaude.uol.com.br, florais.com.br, planetafloral.com.br, entre outros.