Para aqueles que ainda acham que dieta e cuidados com o corpo é coisa de mulher….recebi um relato de um dos nossos amigos, o Gabriel, hoje com 13 anos e 70 kg e 1,70 de altura. Ele é prova de que determinação e força de vontade pode tudo. Independe da idade e do sexo. Ele como qualquer adolescente quer estar com o corpo bem torneado, com barrinha tanquinho e tudo mais. Infelizmente não pude publicar as fotos, pelo fato do autor do relato ser menor de idade.

Um garoto como outro qualquer

Começarei falando de como eu comecei a engordar, para qualquer gordinho é difícil falar sobre isso, mas como superei esta dificuldade vou fazer meu relato.
A mais ou menos uns dois anos meu pai me chamou para morar com ele, como se pode notar, sou filho de pais separados, então eu aceitei esse convite. Minha mãe mora em Brasília e eu morava com ela, todos os feriados e férias eu vinha passar aqui em Goiânia com meu pai, e frequentava a casa da vó, os gordinhos sabem como é, sempre que eu vinha visitar o meu pai eu dava aquela engordadinha básica mas conseguia recuperar quando voltava para a casa da minha mãe. Após ter aceitado este convite de meu pai de vir morar com ele vocês já devem imaginar o que vinha pela frente, ou seja, comida da vó todos os dias, imagina?

O limite da tristeza

Vim morar com meu pai e aos poucos fui construindo aquela barriguinha saliente e como sou adolescente meus peitos cresceram muito e isto me ocasionou depressão e a coisa foi só piorando e não para por ai, passei por tratamentos psicológicos que na minha sincera opinião não adiantou de nada.
Então parei e engordei mais ainda, e nessa brincadeira de engordar minha auto-estima já estava lá embaixo, imaginem, ter o dinheiro para comprar uma roupa e não poder adquiri-la, isso era muito ruim e só fazia com que eu piorasse e descontasse minha raiva na comida e devido a isso minha situação foi piorando cada vez mais.
O preconceito na escola foi aumentando e eu só engordando cada vez mais, com isso cheguei a marca dos 96,00 kg, o que marcava uma obesidade de 1° Grau devido a minha altura, com isto procurei uma endocrinologista.
Confesso que não foi com ela que eu resolvi emagrecer e sim ao folhear a internet atrás de dietas milagrosas e achar o site Dieta e Beleza que de sem querer cliquei na Dieta do cetônico, a qual eu li e me interessei e decidi seguir.

Momento de batalhar e mudar

Ao me deitar após ler sobre a dieta fechei meus olhos e rezei com nunca havia rezado antes é confesso, saiu uma lágrima dos meus olhos e senti que eu iria conseguir !
No outro dia como num passe de mágica meu apetite desapareceu e puf, comecei a emagrecer, perdi 8 kg no primeiro mês. Me animei a continuar, entrei na academia e comecei a malhar é o resultado começou a aparecer mais rápido. No segundo mês perdi 10 kg, e puf, minha auto-estima foi lá em cima. Minhas roupas começaram a ficar péssimas de tão larga e após o segundo mês comecei a me dar ao luxo de um carboidrato de vez em quando.
No terceiro mês perdi mais 8 Kg e hoje com 26 kg a menos estou muito contente e estou vivendo outra vida, de gordinho a gatinho, de faustão a alemão, agora não sofro mais aquele preconceito, agora estou de bem com a vida e muito alegre, e espero ajudar a todos com esse meu relato!
Fale diretamente com o Gabriel:
Twitter: @gabrielaarthur


Minha dica para o Gabriel

Na idade do Gabriel a vontade de estar com o corpo sarado pode fazer as pessoas tetarem os mais loucos caminhos, mas vamos nos manter sempre muito realista. Não se muda o corpo para sempre sem mudar os próprios hábitos também para sempre. É preciso aprender a ter uma alimentação completa, saudável, de baixas calorias, sempre com atividade física. Mas o mais importante, é preciso aprender a diferenciar corpo esbelto e corpo magro.
Nossa saúde deve sempre estar em primeiro lugar.