Recebemos mais um depoimento, de quem descobriu que boa alimentação, exercícios físicos e determinação é o que faz o corpinho estar sempre esbelto, saudável e sem flacidez. Nem sempre os resultados na balança é o mais importante.

A foto acima é ilustrativa, pois a Karinne, quer ajudar a todos, mas sem se expor. Com certeza o depoimento vai sim ajudar a muitos. O texto abaixo foi escrito e nos enviado por ela mesma.

Dificuldade em manter os resultados

Acabei de completar 25 anos e vivo de dieta. Meu objetivo antigo era fica com 56kg, mas eu sempre ficava ali pelos 58kg, eu sei que não é nada comparado com as dificuldades de outras pessoas, mas isso sempre me incomodou muito.
E foi quando eu conheci o seu site, comecei fazendo a dieta das fibras, ela é muito boa, perdi os 2 kg que eu queria e meu intestino melhorou 1000%. Mas depois de uma semana ficou díficil manter as refeições, pois tinha outras atividades a cumprir e não dava tempo de preparar a comida e levar pro trabalho. Então aconteceu de aos poucos eu ir engordando de novo.
Em julho deste ano eu engordei mais, pois meu namorado estava de férias e todo dia saiamos pra comer, sempre pasteis, sanduíches, massas. E para completar, em agosto, fiz uma viagem para os EUA, e haja comer mais besteiras, eu adoro sanduíches, e lá é lugar certo para comer muito. Voltei da viagem com 61kg e decidida a entrar na academia.


Resultado na balança nem sempre é o mais importante

Comecei a malhar 3 vezes por semana, as avaliações na academia são a cada 3 semanas, e na primeira avaliação eu tinha perdido 3kg de gordura e ganhado 2kg de massa, ainda sem dieta nenhuma. Aí eu conheci o conceito de teor de gordura corporal e vi que o peso não era tudo. Meu primeiro índice de gordura era 32%, caiu para 26%. O objetivo final é chegar em 19%
Depois disso passei uns 3 meses engordando e emagrecendo, apesar da academia eu continuava comendo muito carboidrato e criei uma aversão a saladas, não conseguia comer uma folha se quer. Cheguei a ganha todo o peso de novo, mesmo malhando. Aí aprendi que não adiantava malhar sem fazer dieta.

Aprender a se alimentar bem

Aí procurei uma nutricionista de um restaurante aqui em Fortaleza que fornece comida com baixa caloria e congelada. Comecei a fazer a dieta e comecei a emagrecer de novo e tomando whey para ganhar massa.
Mesmo durante as festas de final de ano eu consegui emagrecer um pouco, uma média de 500g por semana. Mas meu ganho de massa freou, creio que por causa da dieta de baixa caloria.

Alguma regras pessoais:
– Não tomo refrigerante de jeito nenhum, tomo suco com adoçante ou água de coco.
– Consegui, com muita dificuldade, abolir bacon, calabresa, batata frita e queijos amarelos da minha alimentação. Eram 3 coisas muito gordurosas que eu amava. Mas acho que depois de um tempo sem comer, seu organismo se acostuma a ficar sem esse tipo de comida.
– Não faltar nunca a academia, quando vc falta uma vez, tende a falta sempre.

Ainda tenho muita coisa a melhorar:
– Comer menos pão.
– Comer mais salada verde.
– Desejar comer menos doce, eu não como muito, mas desejo sempre.

O que aprendi

Acho que a maior lição da minha história é que não adianta só malhar ou só fazer dieta, tem que agregar as duas coisas para conseguirmos cumprir nossos objetivos.
Também é importante que nós conheçamos os alimentos, os grupos alimentares, diferenciar proteína de carboidrato e outras coisas, saber como nosso organismo processa a comida e como ele a aproveita.