Depois que uma chef de cozinha, Nigella Lucy Lawson, de 51 anos revelou a sua fonte da beleza e corpinho esbelto, o itokonnyaku, passou a ser o mais novo queridinho para quem está em busca de ajuda para emagrecer com saúde e melhorar todo o funcionamento do organismo. Que tal saber mais sobre ele.

O que é konnyaku.

Apesar de estar sendo chamado de milagroso, o macarrão de konnyaku, ou itokonnyaku não tem nada de mágico e nem é tão novidade assim. Pelo menos nos países orientais.
Muito conhecido no japão, ele é feito de uma raiz a konjac, rica em Glucomanan, uma fibra insolúvel (usado como inibidor de apetite), podendo ser encontrado em vários formatos, bolinhas, quadrados (tipo goiabada cascão) e também em fios, (por isso está sendo conhecido como miojo, macarrão emagrecedor). Podendo ter a cor branca (shirataki) ou cinza (konnyaku).

Como ele age no emagrecimento.

Considerado aliado da dieta e boa forma, é praticamente isento de calorias, e por ser rico em glucomanan e água. Essa mistura quando ingerida, se incha o que nos faz sentir saciadas por mais tempo.
Por ser água e fibras insolúveis, mantém o bom funcionamento do intestino, ajuda na limpeza total do organismo, no controle de colesterol, glicose, triglicérides, pressão. No Japão, é conhecido como “vassoura para o estômago”

Aonde encontrar e modo de fazer


No Japão pode se encontrar uma verdadeira infinidade de tipos de konnyku (imagem acima), já no Brasil pode ser encontrado, seja em forma de pedaço, bolinhas ou em fios, em lojas de produtos orientais.
Ele tem a aparência de gelatina, mas não se dissolve. Ele não tem um gosto específico, bem parecido mesmo com gelatina incolor. O gosto dele será o dos outros ingredientes que usar. Para alguns chefes da culinária é como se ele fosse um chuchu.


Caso não encontre o miojo Itokonnyaku para comprar em sua cidade, nós temos um fornecedor que pode lhe enviar em sua casa.

Para mais Informações acesse a página de PEDIDO e veja se compensa para você.

macarrao_japones-peca-o-seu

Normalmente é feito em receitas tipicas orientais. Mas pode ser feito a gosto de cada, acompanhando cozidos de carnes e legumes em geral.

Se está de dieta e quer manter as baixas calorias, ele deve ser feito de forma bem leve, pois o que terá calorias é o que o acompanha e não ele em si.

Ele não tem calorias, mas também não tem muitos nutrientes, além disso é usado a soda cáustica para fins culinários, “não se preocupem, é outro tipo de soda”, por isso seu consumo não deve ser excessivo, tudo em excesso faz mal. Cerca de 150 gramas dele por refeição já é o suficiente para ajudar.

Andes de preparar, deixe-o em água por pelo menos 30 minutos, e depois o enxague bem, para que todo o cheio da soda usada na fabricação saia. Depois é só cozinhar bem, ele mantém-se firme no cozimento, não se desfazendo.

O konnyaku, precisa ser cosido ao menos 10 minutos, seja em que tempero ou receita for, para que fique com o gosto da receita.

Nunca acredite em milagres, apesar do Itokonnyaku, estar sendo chamando de miojo milagroso, não se pode iludir-se. Ele pode não aumentar as calorias que consome, mas não vai queimar as gordurinhas já acumuladas, isso todos sabem que só com exercícios.
Ele é um aliado, que quando conciliado com alimentação de baixas calorias e exercícios, pode potencializar os resultados.

Sugestões

Missoshiro com tofu e konnyaku

1 repolho fatiado fininho
1 cebola picada
1 litro de água
4 colheres de sopa (bem cheia) de massa de missô escura (encontrada facilmente em diversos supermercados e lojinhas de artigos japoneses) – O sabor da massa escura é mais intenso, mas se preferir, pode usar a massa branca.
1 tofu (queijo de soja japonês) picado em cubinhos
1 pirex de cebolinha picada
1 envelope de Hondashi (opcional) – que é um tempero à base de peixe
1 tablete de konnyku lavado e picado


Dissolva o missô na água, coloque o hondashi e se ainda achar que precisa, tempere a gosto. Coloque o konnyaku, picado ou os fios e deixe cozinhar por pelo menos 10 minutos, depois coloque o tofu e só depois o repolho e a cebola.

Esta é uma receita totalmente básica, e cada um pode criar a sua própria.
O assunto foi sugerido por uma de nossas amigas, a Angela, obrigado amiga, pelo sugestão.