CAPA-O que é bom para curar ressacaDescubra se que técnicas caseiras como chupar limão até cansar, comer um pacotinho de canela em pau ou comer ovo cru são boas para curar ressaca!

Quem nunca ouviu falar ou tentou tomar os remédios caseiros na esperança de curar ressaca?!

Tomar aquele banho bem gelado, beber litros e litros de água de coco, tomar uma jarra de café, virar um litro de Coca-Cola, chupar limão até cansar, comer um pacotinho de canela em pau ou comer ovo cru, além dos tradicionais chá de hortelã e os comprimidos de Aspirina são algumas das alternativas mais comuns procuradas por quem quer curar ressaca.

Porém, mesmo com tantas alternativas, ainda não existe nenhuma forma 100% aprovada para curar ressaca e por isso, o que serve para uma pessoa pode não servir para outra.


Para algumas pessoas, comer alimentos gordurosos ajuda a passar dessa fase pós bebedeira e isso pode ser considerado como uma reação normal do organismo quando estamos de ressaca e explicado cientificamente pela liberação de uma substância no cérebro chamada de galanina.

Essa substância aumenta o apetite por gordura e está bastante relacionada a instintos primitivos.

Porém, esse hábito de comer alimentos gordurosos para curar ressaca pode representar um perigo, principalmente, para quem “briga contra a balança”.

Segundo cientistas, quando essa substância está presente no cérebro, a pessoa tem vontade de comer alimentos gordurosos e quando você come alimentos gordurosos o seu organismo tem ainda mais vontade de comer esses alimentos, podendo se tornar um ciclo vicioso.

MIOLO-O que é bom para curar ressaca

Então para quem quer emagrecer, comer alimentos gordurosos para curar a ressaca não é uma boa alternativa e não há comprovação que isso realmente faça curar ressaca.

Uma alternativa foi experimentada por cientistas chineses e pode ser uma boa alternativa. Eles partiram do metabolismo do etanol no organismo, onde o etanol (álcool) é transformado pelo corpo em acetaldeído, um composto nocivo a nossa saúde e que apareceu como o responsável pela dor de cabeça sentida na ressaca.

Depois de um tempo no organismo, todo esse acetaldeído é convertido novamente e se transforma em um outro composto chamada de acetato, este é inofensivo a nossa saúde e sua conversão provoca a queda dos níveis de acetaldeído no organismo.

Esse último processo é controlado pela enzima ALDH e foi com o objetivo de buscar soluções para aumentar o estoque da enzima ALDH no organismo, e assim minimizar o tempo em que o acetaldeído fica no corpo provocando a dor de cabeça, que a pesquisa teve foco.


Foram testadas algumas bebidas (não alcoólicas) e se percebeu que o refrigerante de limão (No Brasil, produzido pela Coca-Cola Company e comercializado como Sprite) apresentou efeito no aumento da atividade da enzima ALDH e consequentemente, permitiu que a ressaca passasse mais rápido.

O estudo não indica o refrigerante de limão como opção definitiva para curar ressaca, mas para quem está sofrendo com aquela “ressaca brava” vale a pena tentar.