CAPA-O transtorno de deficit de atenção e suas  consequências na vida do pacienteDe acordo com pesquisas, quem sofre com o transtorno de deficit de atenção tem mais chances de sofrer acidentes de carro e outras consequências!

Quem nunca ficou com o “pensamento a mil”? Na faculdade, naquele dia em que você tem trabalho, prova e aula no mesmo dia; no trabalho, quando seu chefe te pede algo para daqui a uma hora; em casa, quando você tem comida pra fazer, roupa pra lavar, casa pra varrer e filhos pra cuidar, entre outras situações.

Tudo isso gera uma situação de estresse momentâneo e como consequência, o pensamento mais acelerado do que o normal. Agora imagine viver com esse pensamento acelerado 24 horas por dia e durante toda a vida! É isso que o paciente com transtorno de deficit de atenção (TDAH) sofre sem tratamento.

Também conhecido como hiperatividade e distúrbio de deficit de atenção (DDA), o transtorno de deficit de atenção (TDAH) é um dos transtornos psicológicos mais discutidos nesta década.


Nele, o paciente apresenta pensamentos acelerados e em maior quantidade, dificultando bastante a sua concentração em qualquer tarefa, desde de a mais simples como escovar os dentes até as mais complexas como estudar para uma prova.

Um grande erro é achar que esse transtorno só acontece durante a infância. Na verdade, quando não tratado, ele começa na infância e segue dificultando a vida da pessoa até a sua morte.

O transtorno de deficit de atenção (TDAH) é uma doença caracterizada pelo funcionamento cerebral diferente, que acompanha a pessoa desde o seu nascimento e apresenta três sintomas básicos, a tendência a dispersão de pensamento, a impulsividade e a hiperatividade física.

As pessoas com transtorno de deficit de atenção (TDAH) tem maiores tendências a desenvolver depressão, fobias, angústia, além de terem maiores chances de sofrer acidentes de carro e cometer erros.

Distracted Student in Classroom --- Image by © Wolfgang Flamisch/Corbis

O medo da Ritalina!

O tratamento dos pacientes com transtorno de deficit de atenção é feito, principalmente, com aplicação da droga Ritalina e tendo se mostrado eficaz em cerca de 85% dos casos.

O paciente pode ser comparado a um motor de carro que está funcionando na sua força máxima, tendo a Ritalina a função de diminuir esse pensamento acelerado e permitir que o paciente possa se concentrar em apenas uma tarefa.

Mas, como toda medicação, a Ritalina também pode causar efeitos adversos se não for usada corretamente, em especial para os adultos que tem hábitos compulsivos como fumar e beber.

Nesses casos o medicamento pode aumentar a compulsão e por isso que muitos tem medo de usar a Ritalina no tratamento do transtorno de deficit de atenção (TDAH)


Pessoas com transtorno de deficit de atenção (TDAH) nunca se concentram?

Errado. As pessoas com esse transtorno tem dificuldade de se concentrar em tarefas que são impostas a eles. No caso das tarefas que ele sente prazer em fazer, pode ocorrer o contrário, se concentrando muito na tarefa e gerando o chamado hiperfoco.