bucha

Todos temos aquele dia em que chegamos cansados do trabalho e não queremos nada mais do que tomar um bom banho e descansar no sofá, não é mesmo? Acredito que todos nós temos esses dias em que nada nos traz mais satisfação do que um bom banho e a sensação de pele limpa.

Mas para algumas pessoas essa sensação de limpeza de verdade só acontece ao tomar um banho esfregando o corpo com bucha vegetal, um hábito que pode ser prejudicial a saúde.

Confira nesse artigo os riscos do uso da bucha vegetal para sua pele.

A bucha vegetal é um fruto! Ela é o fruto das plantas da especie da “Luffa aegyptiaca”, caracterizada por ser uma planta trepadeira, ou seja, “sobem” em outras plantas para poder alcançar a luz solar.


Um fato interessante e que poucos sabem é que as plantas da especie da “Luffa aegyptiaca”, que produzem a bucha vegetal, são “parentes” das espécies que produzem o chuchu, a melancia, o melão, a abóbora e o pepino, todos pertencentes a família das cucurbitáceas.

Por que devemos ter cuidado ao usar a bucha vegetal?

O primeiro motivo é que o uso excessivo de bucha vegetal deixará a sua pele bem mais sensível do que o normal, e isso acaba por tirar a proteção natural dela, o que tornaria a pele um lugar propício a proliferação de bactérias causadoras de doenças de pele.

Para algumas pessoas, o uso da bucha vegetal é uma vantagem por conta do preço mais barato em relação às buchas de banho sintética. Ironicamente, as pessoas acreditam que a bucha vegetal ainda tem a vantagem de ser menos propícia a ser contaminada por bactérias. Mas, segundo pesquisas recentes, o uso da bucha vegetal pode ser prejudicial a saúde justamente por ela ser mais propícia a servir de “casa” para as bactérias.

bucha1

A bucha vegetal é o lugar perfeito para proliferação de bactérias!

Quando tomamos banho usando uma bucha vegetal, ao invés de se limpar, você está espalhando novamente por seu corpo toda a sujeira que já tinha retirado da pele nos banhos anteriores.

A bucha vegetal é um criadouro perfeito para bactérias, pois além de ser um produto natural (que já tem a tendência de se decompor), quando junto a umidade do banheiro, se torna uma bomba de bactérias, que por motivos naturais se proliferam nas buchas, decompondo o produto.

De acordo com uma pesquisa publicada no “Journal of Clinical Microbiology”, a bucha vegetal, quando usada para a higiene do corpo, pode ser um excelente local para reprodução e transmissão de bactéria Pseudomonas aeruginosa, responsáveis pela transmissão de doenças em animais.

Isso não quer dizer que nunca devemos usar bucha vegetal! As buchas vegetais podem ser usadas para higiene corporal, desde que obedeçam um tempo máximo de uso e que tenham condições para serem conservadas da maneira correta e não se tornarem um criadouro de bactérias.

Agora, se você puder usar a bucha sintética é melhor, pois elas são menos propícias a atração de bactérias. Mas, mesmo usando as buchas sintéticas, devemos ter cuidado com o uso excessivo na pele, pois a pele é um órgão muito sensível e é a nossa forma de troca do ambiente externo com o interior do nosso corpo e por isso devemos ter todo o cuidado com ela.