infancia1

É inegável que a mídia tem imenso poder de influência nos nossos costumes e hábitos. Propagandas bem desenvolvidas te convencem a comprar produtos, mesmo que você já os tenha, ou até mesmo adquirir novos hábitos que são massivamente colocados pela mídia como bons hábitos e necessários para a sua aceitação na sociedade.

Infelizmente não só os adultos são influenciados por essas propagandas, nas crianças a publicidade age ainda mais forte, já que elas ainda estão formando o seu senso crítico.

 

Exemplo dessa influência nas crianças e pais é que a indústria da beleza infantil cresce cada vez mais e todos os dias lança novos produtos campeões de vendas.

Nesse artigo vamos falar especificamente do uso de esmalte por crianças, será que isso pode trazer malefícios à saúde de quem usa? Como evitar que o uso de esmalte traga malefícios a saúde da criança? Confira tudo sobre pintar unha na infância nesse artigo.


Quando falamos em mídia não estamos falando somente de televisão e rádio, hoje a internet exerce grande influência em todos nós e atinge de forma maciça principalmente a faixa etária das crianças e dos jovens, pois são eles os principais usuários da internet.

Exemplo disso é o fato de ter crianças ensinando na internet assuntos relacionados à beleza para outras crianças, como podemos ver no caso da Maria Julia, uma menina de 12 anos que tem mais de 55.000 seguidores em seu canal no youtube e tem milhares de visitas em seus vídeos diariamente ensinando como pintar unha na infância. Acompanhe a matéria feita com ela no link a seguir

Mas, afinal, criança pode pintar as unhas?

De acordo com os médicos dermatologistas a idade indicada para começar qualquer procedimento estético é á partir dos 12 anos de idade, inclusive para procedimentos que consideramos simples como a aplicação de esmaltes e a pintura de cabelo.

Recomenda-se essa idade porque muitos produtos usados contém princípios ativos tóxicos, como o benzeno, o bálsamo de peru e o tolueno, sendo alguns desses componentes alérgicos.

Mas caso essa aplicação já seja comum para a criança e ela resista a deixar esse hábito, uma dica importante é prestar atenção na cor da aplicação, já que o corante dos esmaltes resseca as unhas e os tons mais escuros são os que mais ressecam as deixando mais frágeis e quebradiças. Sempre deve-se usar produtos feito para as crianças, jamais usar esmalte de adulto.

infancia

Ao usar esmalte, as crianças pequenas podem ingerir toxinas!

Devemos sempre lembrar que ao usar esmalte em crianças abaixo de 2 anos, mesmo sendo um hipoalergênico, o perigo aumenta.

Na fase de até os dois anos, a criança ainda está no estágio chamado oral, ou seja, está conhecendo o mundo através das mãos e por isso sempre às coloca na boca. Com isso, toxinas do esmalte pode chegar no organismo da criança, o que não é nada legal para a saúde dela.