Dietas proteicas como as Dieta do cetônico ou a Dieta das proteínas ou até mesmo a Dieta de South Beach aditivada fase 1 podem dar ótimos resultados, prova disso é o depoimento que recebi esta semana, de nossa amiga Silvana.
Ela eliminou de mais de 40 kg com uma dieta sem carboidratos e hoje é realmente uma nova mulher.

Mesmo fora do peso tem que se amar.

Penso que as histórias de pessoas que brigam com a balança são sempre muito parecidas. Não sei se isso acontece em todas as “tribos”, mas na guerra contra os quilos a mais, é tudo bem semelhante.

A minha é uma delas, sempre fui obesa desde pequena, mas nunca fui alheia à vida.

Sempre gostei de me arrumar, de me pintar, de me sentir bonita, de usar roupa extravagante, muito colorida, enfim gostava de me produzir. Se o assunto era dietas, regime, calorias, sempre me esquivava, e dizia que eu já tinha passado muita vontade na infância e agora que eu tinha condições de comer, eu não ia ficar fazendo restrições, e logo descartava a conversa.

Hoje penso que as resposta saiam de mim como uma revolta disfarçada. Talvez esse modo de viver era na verdade uma forma de não querer enxergar a realidade.

Depois de três anos de casada, fiquei grávida por cinco vezes, uma média de 1 gravidez a cada 2 anos, mas só o meu primeiro filho nasceu vivo, as outras 4 gestações (todos meninos) chegavam próximas a completar os nove meses e a criança morria ainda dentro de mim. Tinha um sério problema de eclampse, uma espécie de pressão alta dentro do útero, e engordava muito com a retenção de liquido, mesmo com um tratamento rigoroso, não foi possível evitar a morte dos bebes. Entre uma gravidez e outra, tentei várias formas de emagrecer, remédios faixa preta, formulas, sopas, chás, dieta da Lua, do Abacaxi, emagrecia pouca coisa, e em pouco tempo engordava ainda mais, até que desisti e acabei me encontrando com os meus 135 quilos e vivendo com ele por bem mais de uma década. Com o passar dos anos, tinha uma postura um pouco diferente em relação a regimes, mas no fundo continuava a não encarar de frente que precisava me cuidar, precisava emagrecer, até quando eu ia andar o dia todo de loja em loja e achar somente uma roupa para comprar, e isso quando achava. Quando ia comprar um calçado, era uma verdadeira seção de contorcionismo para conseguir abaixar para experimentar o sapato; sair do carro com rapidez então era triste. Sentar em mesinha fixa de lanchonete era um vexame, e tantos outros episódios de restrição. Até quando ia me submeter a isso. Nada iria mudar sozinho, a menos que eu fizesse alguma coisa, tomasse alguma ação no sentido de vencer a obesidade, porque ela que estava me vencendo no dia a dia.

E ainda assim, não conseguia encarar a situação de frente, só sonhava e comia, Talvez no fundo, sentia que era impossível emagrecer.

Nunca é tarde para lutar por si mesmo.

Até que no ano passado, eu com 46 anos comecei a observar que por vezes passava uma semana sem sair de casa, nem ao mercado, nem em padaria, ia contornando daqui dali, e evita sair, estava um pouco sem animo, sem atitude, tinha muito sono, comecei a perceber também que toda manhã acordava com o rosto inchado, com pernas inchada e pesadas. Foi quando ao comentar com meu marido, que já estava preocupado com meu comportamento, me falou de um amigo da empresa que estava fazendo tratamento de obesidade e obtendo ótimos resultados. Logo quis saber sobre o tratamento e ligamos para esse amigo dele. O apoio do meu marido foi fundamental, ele é uma graça de ser humano.

Depois de algumas semanas já estava na minha primeira consulta, e depois de vários exames, o Dr. Manuel Pedro, agora meu médico, foi me conscientizando do meu quadro clinico, pressão super alta, alto índice de gordura corporal, com o mínimo de funcionamento da tireóide, enfim, disse que teríamos que fazer um tratamento de choque, brincou ele, e realmente foi.
Iniciei a dieta com total restrição de carboidratos, e o médico me alertou :

“_ se não for bastante rigorosa com você mesma e seguir a risca todo o tratamento não irá conseguir que as moléculas de gordura se quebrem e não vai emagrecer.”

Assim ele começou a me explicar todo o processo do organismo nos mínimos detalhes, encontrava-me com ele duas vezes por semana e foi assim que fui entendo que emagrecer e manter o peso eram também tão importantes quanto ter saúde, conhecer as necessidades do corpo e não maltrata-lo tanto como havia feito até então. Comecei a conhecer os rótulos dos alimentos, o que era importante observar, o que era aceitável e o que não deveria consumir de forma alguma, e que as vezes por contentar a língua por 10 segundos de prazer, ingeria junto com isso muito veneno para o organismo, e que isso não valia a pena a longo prazo, além de engordar.

Então fui emagrecendo no corpo e na cabeça, e vivendo uma nova vida, um novo animo, novas roupas, novos horizontes, novos planos… sentia muita alegria pela conquista. Quando me olhava no espelho eu mesmo me assustava, será que sou eu mesma, pensava.

Lembro-me do dia, quando já havia emagrecido uns 30 kg + ou -, ao me sentar no banheiro, consegui enxergar o meu próprio umbigo, depois de mais de uma década, lá estava ele e eu estava vendo ele. E comecei a chorar e disse: Nossa meu umbigo!!”“

Parece uma cena cômica, mas na verdade enquanto chorava, sentia um misto de alegria e tristeza, não sei descrever, mas me perguntava o que tinha feito comigo todos aqueles anos e ao mesmo tempo me sentia feliz por estar mudando aquela dura realidade em maravilhosos momentos de vitórias.

Manter-se sempre esbelta é se apaixonar por si mesma a cada dia.

Todo esse trabalho durou cinco meses, onde conseguir eliminar da minha vida 42 quilos.
O meu médico fez uma observação: “_ Vá ao supermercado, e segure na mão, oito pacotes de cinco quilos de arroz e tente andar, veja se consegue.” E é claro que não consegui nem segurar muito menos andar, mas compreendi que carregando esses 42 quilos durante tantos anos, realmente tinha maltratado demais meu organismo, e não poderia mais me permitir voltar a esse estado. Hoje não vou mais ao médico faço minha dieta sozinha, mas jamais esquecerei toda a sua dedicação e ele sempre será muito especial na minha vida.

Durante os últimos seis meses, faço a dieta de forma alternada, de 15 em quinze dias elimino os carboidratos das minhas refeições e nos 15 dias seguintes introduzo alimentos de baixo carboidrato e com moderação. Quero eliminar mais os 12 kg restantes e manter.

Foi quando, preocupada em achar um meio eficaz de fazer a minha manutenção após zerar os 12 kg, que pesquisando na NET, encontrei essa maravilha que é o site Dieta & Beleza.

Me deparei com tudo que preciso para ir em frente. A Suzi é realmente muito especial, muito prestativa, foi iluminada quando criou esse encontro de tantas vidas, lançou luzes aos nossos horizontes. Quando leio os post de vocês, me sinto como numa grande casa onde me identifico com cada uma, com as duvidas, as conquistas, novas dicas, novas receitas… somos todas diferentes trilhando o mesmo objetivo, as mesmas metas, e sinto que unidas a toda a dedicação da Suzi iremos bem longe, além do que imaginamos. Foi bom demais encontrar todas vocês.

Quando decidimos nossa vitória é infalível.

Um enorme beijo no coração de todas vocês minhas novas companheiras.

Silvana

Capa-livro-transparente

Receba grátis o ebook 5 Passos Para Emagrecer Agora!

E fique por dentro de todas as novidades do mundo da beleza e da boa forma.

Inscrição bem-sucedida!