CAPA-O que é o Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)Você com certeza já ouviu falar ou viu situações onde pessoas perdem o controle por ciúmes extremado e quebram o carro, a casa, objetos pessoais em geral ou mesmo tentam agredir o parceiro(a) ou aquelas situações onde uma pessoa ao assumir um relacionamento com alguém tenta agrada-lo ao máximo e até mesmo muda de estilo de vida para ser mais parecido com essa pessoa.

Mas você sabia que isso pode ser um caso de Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)?

O Transtorno de Personalidade Borderline ou TPB é um transtorno de personalidade que acomete cerca de 1% a 6% da população mundial e é mais comum em mulheres do que em homens. As pessoas acometidas por esse transtorno psiquiátrico apresentam como principal característica a dificuldade em controlar as suas emoções, sendo controlado por emoções instáveis e impulsivas.

Esse controle por emoções instáveis e impulsivas gera outros fatores que dificultam a vida dessas pessoas em sociedade, como por exemplo o fato de não conseguir manter (ou mesmo iniciar) relacionamentos mais íntimos com outras pessoas, sejam eles pessoais ou profissionais.


É comum essas pessoas idolatrarem alguém, elogiando e considerando como a pessoas mais importante do mundo em um dado momento e, logo em seguida, odiá-lo e só demonstrar aversão a essa mesma pessoas, sem nenhum motivo aparente.

Além disso, os acometidos com o Transtorno de Personalidade Borderline também apresentam outras características como a impulsividade, podendo ser observada essa características através do comportamento de compra por impulso e de forma exagerada, se dedicar além dos limites considerados normais em situações como exercícios físicos na academia, competições, entre outros.

Também é observado nesses pacientes a baixa auto-estima, resultando até em situações onde eles não conseguem encarrar a sua imagem na espelho por se considerarem muito fora dos padrões, mesmo isso não sendo verdade.

MIOLO-O que é o Transtorno de Personalidade Borderline (TPB)

Os pacientes com Transtorno de Personalidade Borderline podem ser divididos em dois tipos, os explosivos e os implosivos. Os explosivos são aqueles que em ataques de raiva ou ciúme tendem a se exaltar e extravasar todos os seus sentimentos nas pessoas ou objetos a sua volta, quebrando objetos e até mesmo machucando as pessoas.

Já os do tipo implosivo, tendem a guardar os sentimentos para ele mesmo e se assumir como o grande causador de todas as situações ruins que acontecem ao seu redor, podendo descontar esse sentimento em hábitos compulsivos como beber demais ou se ferir.

No Brasil, a doença ainda é pouco conhecido e o diagnóstico tende a demorar alguns anos para ser confirmado. Mas após a confirmação de Transtorno de Personalidade Borderline (TPB), pesquisas feitas no exterior tem apontado a Terapia Comportamental Dialética (TCD) como a maneira mais eficaz no tratamento do TPB, onde o paciente aprende estratégias para lidar melhor com suas fortes emoções.