tratamento contra estrias
Estria nunca é fácil combater, e a melhor opção é sempre batalhar para evitar que elas apareçam. Mas se inevitavelmente elas já apareceram, existem tratamentos médicos que ajudam. O estágio vermelho e roxo é o estágio menos difícil de combater.

Estrias vermelhas e arroxeadas

Estas são as estrias novas, que podem ser até tratadas com cremes próprios para isso. Hoje em dia já existem bons produtos. Mas o melhor é consultar um dermatologista, assim ele pode receitar uma fórmula manipulada, que será específica para o seu caso.
Hidratar muito bem a pele é uma das terapias iniciais que se pode fazer para evitar o agravamento do quadro e conseguir eliminá-las.

Creme caseiro:

Além do já citado Creme de hipoglós, encontramos outra receita caseira que pode ajudar.

Creme de fubá contra estrias

Receita:
Misture até que fique uma pasta bem homogênica:
2 colheres de fubá
2 colheres de aveia
2 colheres de gérmen de trigo
½ xícara de água.

Modo de usar:
Passe o creme, com a ajuda de uma bucha vegetal, no local as estrias. Depois use as Automassagens, para intensificar a absorção e espere ao menos 15 minutos e depois tome banho normalmente.
É uma caseira, pode ser usado dia sim, dia não. Mas mesmo com o uso contínuo, o que ajuda a amenizar, pode não sumir com elas definitivamente.


Tratamentos médicos e estéticos

Muitas cínicas oferecem vários tipo de tratamentos, mas a melhor opção é sempre procurar um médico.

Infravermelho + Ácido retinoico

O tratamento promete, melhorar a aparência de 40 a 80 % das estrias, mas os resultados só aparecem depois e 3 meses.

Quantidade de sessões:
No mínimo 3 sessões 1 por mês.

Procedimento:
O raios infravermelhos aquecem as camadas mais fundas da pele, isso provoca a produção e retração do fibroblastos, células responsáveis pela formação do colágeno e da elastina. Em seguida é aplicado o ácido retinoico, que estimula o aumento as fibras de sustentação. Existe um desconforto momentâneo e suportável durante o procedimento, sendo que as estrias ficam escuras inicialmente, o que volta à cor natural depois de alguns dias.

Luz intensa pulsada + Ácido retinoico

O tratamento promete, diminuir a coloração das estrias de 30% a 80%, ao mesmo tempo que pode estreitá-las.

Quantidade de sessões:
De 3 a 6 sessões com intervalos de 1 mês.


Procedimento:
A luz intensa pulsada, regenera a estrutura da pele e trata os vasos dilatados, amenizando a coloração das estrias. E a aplicação do ácido retinoico, esses resultados são potencializados. O local aonde houve a aplicação, pode ficar sensível e descamar de 5 a 10 dias. Exercícios intensos, banho muito quente e exposição ao sol deve ser evitado por pelo menos 1 mês.

Luz intensa pulsada + Vitamina C

O tratamento promete, diminuir a coloração das estrias em até 60%, percebidas depois de no mínimo 4 sessões.

Procedimento:
A vitamina C age estimulando a aproximação das bordas das estrias, e com a aplicação da Luz intensa em seguida, intensifica essa aproximação.

Peeling de cristal + Ácido retinoico

O tratamento promete, melhora na textura e coloração das estrias, em até 40%.

Quantidade de sessões:
De 15 a 20, com intervalos de 10 dias.

Procedimento:
A esfoliação da pele é feita pelo peeling de cristal, com pó de óxido de alumínio, o que facilita a penetração do ácido retinoico. O procedimento é indolor, mas pode causar vermelhidão e descamação no local por uma semana. Deve-se evitar o sol por pelo menos 15 dias.

Atenção!!

Nenhuma dessas dicas devem ser utilizadas sem o aconselhamento médico, pois são tratamentos que exigem conhecimento médico e análise da pele com antecedência.